Pages

13 de mar de 2011

Requisitado

Lula vai seguir o mesmo rumo de seu antecessor Fernando Henrique Cardoso, que descobriu nas palestras uma fonte de recursos altamente rentável. Em um bom ano, FHC faz 30 palestras, o que assegura a ele um faturamento de R$ 4,5 milhões. Lula deve cobrar mais. Na LG, ele recebeu R$ 200 mil. No Exterior, os contratos estão sendo fechados a US$ 150 mil, mais até do que o ex-presidente americano Bill Clinton, cotado a US$ 140 mil por uma hora de discurso. Lula vale mais por uma simples razão. Clinton deixou o poder há dez anos, o que significa que seu passe já não é tão cobiçado. Lula esteve no centro do poder até outro dia, se tornou celebridade internacional e elevou o Brasil à condição de protagonista no tabuleiro econômico mundial. “No quesito palestras, Lula é o nome mais esperado do momento”, diz Flávia Dias, sócia da agência Palavra Speakers Bureau, que tem no quadro de palestrantes pesos-pesados como o ex-presidente do Banco Central Gustavo Franco e o economista Maílson da Nóbrega, além de já ter representado Fernando Henrique Cardoso. Lula tem potencial para fazer uma pequena fortuna nos próximos anos. Se ele repetir a média de palestras anuais de FHC, seus rendimentos devem superar facilmente a casa dos R$ 6 milhões.

0 comentários:

Postar um comentário

Bem vindo! Sua opinião é muito importante para mim!