Pages

11 de set de 2010

Vício

O número de dependentes químicos que procurou ajuda na rede pública de saúde disparou entre 2008 e 2009. Os atendimentos passaram de 1.632 para 4.281 – aumento de 162%. A grande demanda também mudou o perfil etário dos drogaditos: até 2008 a maioria era composta de pessoas com idade de 20 a 29 anos, faixa que mudou para de 30 a 34 anos, no ano seguinte. Para o Diretor do Programa Antidrogas de Maringá, Manuel Abreu Fernandes da Costa, a mudança revela que um novo grupo de dependentes, um pouco mais velho, também começou a buscar ajuda, o que é um fato positivo.

0 comentários:

Postar um comentário

Bem vindo! Sua opinião é muito importante para mim!