Pages

13 de abr de 2010

Em Maringá não pode!

O projeto que proíbe o uso de pulseiras coloridas, conhecidas como “pulseiras do sexo”, nas instituições de ensino de Maringá foi aprovado, em votação unânime, em regime de urgência na sessão desta terça-feira. A proposta, de autoria do vereador Luiz do Postinho, com urgência a pedido do vereador Dr. Heine Macieira, prevê ainda que o acessório não poderá ser vendido ou distribuído para menores de 18 anos e estipula multas e até a cassação do alvará do estabelecimento que desobedecer a lei.

0 comentários:

Postar um comentário

Bem vindo! Sua opinião é muito importante para mim!